Sesop capacita Guarda Civil Municipal no combate à violência contra a mulher

30/09/2021 | Afonso Henrique Coelho Dantas

Com duração de quatro dias, o Curso de Aperfeiçoamento da Patrulha Guardiã Maria da Penha, organizado pela Guarda Civil Municipal, será encerrado na manhã desta quinta-feira, no auditório da sede da Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo é orientar os profissionais da GCM sobre o atendimento humanizado e qualificado para mulheres em situação de violência em Itabuna.

As orientações e técnicas foram ministradas por Kaliana Fontes, Uilara Lopes, Paula Mendes e a GFEM Ângela Porto, integrantes do corpo técnico da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM). Dentre os conteúdos programáticos abordados constaram gênero, raça, machismo patriarcado, a importância da desconstrução do machismo, a luta dos movimentos sociais e a luta das mulheres.

A cidade de Itabuna também está sendo a primeira no Estado da Bahia a ter uma ação continuada. “Isso é fruto do fortalecimento da parceria entre o Governo do Estado e Governo Municipal por se sensibilizar e reconhecer o avanço das políticas públicas voltadas para as mulheres” disse a técnica da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Kaliana Fontes.

A secretária municipal de Segurança e Ordem Pública, Mariana Alcântara, afirmou que o curso integra um programa de educação continuada na direção de profissionalização dos guardas-civis municipais, executado pela Administração do prefeito Augusto Castro (PSD). Ela informa que ao todo foram 20 guardas civis de Itabuna e oito de outros municípios: Una, Itororó, Ibicaraí e Itajuípe

“O curso vista a preparação e treinamento de novos patrulheiras e patrulheiros da Guarda Civil Municipal na Patrulha Guardiã Maria da Penha e fortalecer a rede de apoio às mulheres. Por isso, também foram convidados policiais militares da Maria da Penha da PMBA, Ministério Público da Bahia e Poder Judiciário”, disse o GCM Waldir Francisco Santos, inspetor do Núcleo Educacional.

Atualmente a Bahia existem três patrulhas Maria da Penha: a primeira, em Alagoinhas, a segunda em Itabuna e a terceira, em Jacobina onde também houve a capacitação com técnicos da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Sendo que Itabuna foi a primeira cidade baiana a ser capacitada ainda em 2019 pela SPM.
____________
Departamento de Comunicação Social
Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação