Itabuna prorroga volta às aulas presenciais no formato híbrido na Rede Municipal de Ensino

18/09/2021 | Afonso Henrique Coelho Dantas

A Secretaria Municipal da Educação (SEDUC) decidiu prorrogar para o dia 25 de outubro a volta às aulas no formato híbrido nas unidades escolares da Rede Pública Municipal de Ensino de Itabuna. A decisão consta do Decreto nº 14.651 assinado pelo prefeito Augusto Castro (PSD) com as demais secretarias responsáveis.

A medida foi publicada na edição eletrônica do Diário Oficial do Município na quinta-feira, dia 16, e leva em consideração, dentre outros fatores, a Resolução do Conselho Municipal de Educação – CME/CP nº 2/2021.

Segundo a secretária municipal da Educação, Janaína Araújo, o retorno das aulas no formato híbrido se dará inicialmente por meio de um projeto-piloto, em 15 unidades escolares da Rede Municipal nas quais se atenderá a critérios que não mais os segmentos da educação, mas sim a localização e estrutura física da unidade escolar, independente da etapa de ensino oferecida.

“Nosso objetivo é fazer a experiência de como se dará o efeito deste retorno à educação bem como à sociedade que demonstrou ainda que em menor proporção, segundo a segunda pesquisa realizada para a escuta das famílias, uma resposta acerca das medidas que assegurem aos alunos e profissionais da Educação segurança na volta às escolas”, disse a titular da Secretaria de Educação.

A secretária ressaltou ainda que a retomada se dará de forma gradativa obedecendo a um calendário organizado pela Secretaria Municipal da Educação no qual estarão estabelecidos critérios mínimos que devem ser observados pelos gestores escolares, os quais constam nos novos protocolos de biossegurança, para as redes pública e privada de ensino, constantes em anexo ao novo decreto.
Como exemplo: salas de aulas com abertura para circulação de ar, banheiros em funcionamento adequado, abastecimento regular de água, pias nas áreas externas das escolas, álcool gel e aferidor de temperatura.

PESQUISA

A professora Janaína Araújo disse ainda que a Secretaria Municipal da Educação tem buscado se apropriar de fatores e dados oficiais que apontam para um maior controle da pandemia do Covid-19 no município, bem como do posicionamento do Conselho Municipal da Educação (CME) e do Sindicato do Magistério Público Municipal de Itabuna (SIMPI), que têm mostrado posicionamento contrário ao retorno às aulas, ainda que no formato híbrido neste ano.

Ela acrescenta que recentemente foi realizada pesquisa junto às famílias dos mais de 19.400 alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino, na qual apenas 43% dos alunos matriculados na rede municipal de ensino de Itabuna assinaram o termo de adesão à consulta, representando um total de 8.347 participantes. “A pesquisa apontou que 56% dos que aderiram disseram não à possibilidade de enviar seus filhos às escolas no formato híbrido quando da volta às aulas presenciais”, revelou.

A secretaria chama à atenção para o fato de que neste resultado está mesclado todos os segmentos da educação.

Ponto muito importante a salientar é de que os pais ou responsáveis participantes da pesquisa não representam 50% do total de alunos matriculados na Rede atualmente. Portanto, afirma: “Temos um resultado parcial, que não reflete totalmente a realidade dos que precisavam ser ouvidos”.
Ela disse ainda que uma nova proposta de trabalho que ainda esta semana foi encaminhada à apreciação do CME. “Para além disto, o Governo municipal está empenhado em adequar às escolas municipais para que possamos voltar com segurança às aulas”, concluiu Janaína Araújo.
_____________
Departamento de Comunicação Social
Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação