Prefeitura inicia pelo São Caetano diagnóstico das feiras livres da cidade

12/02/2021 | Afonso Henrique Coelho Dantas

A Prefeitura de Itabuna realizou ação de diagnóstico e orientação sobre ordenamento urbano na Feira do São Caetano, nesta quinta-feira, dia 11, numa ação coordenada pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública, contando com o suporte da Guarda Civil Municipal, Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran), Secretaria da Indústria, Comércio, Emprego e Renda, e da Divisão de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a secretária de Segurança e Ordem Pública, Mariana Alcântara, a ação teve como objetivo conversar diretamente com os feirantes sobre suas principais demandas, inclusive melhorias na utilização do espaço, reforçar protocolos e cuidados com a saúde e a vida. “Além disso, observar como as barracas estão organizadas, a separação entre elas, como e onde estão sustentadas para, a partir daí, promover as ações estruturantes”, explicou.

Mariana afirmou que concerne à Secretaria de Segurança e Ordem Pública, em parceria com outros atores municipais, fiscalizar as feiras livres e a utilização do uso do solo urbano, com o objetivo de organizar e revitalizar estes locais e promover mais segurança e conforto para os feirantes, trabalhadores e clientes.

A ação desta quinta-feira contou com a participação de cerca 30 pessoas, entre fiscais sanitários, da indústria e comércio e de tributos, agentes de trânsito e guardas-civis municipais. Foram anotadas necessidades de melhorias nos banheiros públicos, revisão completa das instalações elétricas e a construção de um posto policial, uma das demandas mais reivindicadas pelos feirantes e trabalhadores.

Para Maria das Neves , 48 anos, “Dona Baíca”, moradora do São Caetano, desde a posse do prefeito Augusto Castro a feira está tendo visitas mais constantes do pessoal da Prefeitura. “Estão nos ouvindo, o que é muito bom para nós. Estamos aqui, diariamente, sabemos o que precisa melhorar para o conforto dos clientes e feirantes. Isto significa que há vontade política para a transformação”, disse.

A feirante Selma Gomes, 30 anos, residente no Sarinha Alcântara, declarou que as visitas são mais constantes. “Está sendo muito bom porque a gente sente a Prefeitura mais perto, observando as dificuldades que temos e o que a gente precisa. Poder conversar é essencial para a melhoria da feira”, apontou.

Pelas estimativas da Secretaria de Segurança e Ordem Pública atualmente a Feira do São Caetano, que é a maior feira da cidade, conta com 600 feirantes, barraqueiros e trabalhadores. A mesma ação integrada será realizada no Centro Comercial de Itabuna, principal central de abastecimento da cidade, e nas feiras do Produtor, no Pontalzinho, e na Feira Livre do Califórnia.
______________
Departamento de Comunicação Social
Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação.