20ª LIVE DA FORMAÇÃO CONTINUADA ABORDOU “O PROCESSO DE TRANSIÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA O ENSINO FUNDAMENTAL”

16/09/2020 | Assessoria de Comunicação

Com o tema “O Processo de Transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental”, a Secretaria Municipal da Educação (SME) transmitiu a 20ª live da Formação Continuada à Distância na tarde desta terça (15). A professora doutora, Carolina Picchetti Nascimento, da Universidade de São Paulo (USP), foi a palestrante e a medidora, a técnica da Formação Continuada do DEB/SME, professora Elisângela dos Santos Messias.

Ao iniciar a palestra, Carolina comentou de forma positiva sobre a Formação Continuada da Rede Municipal de Ensino de Itabuna. “Espero que possamos ter na tarde de hoje, mais um momento de estudo nesse percurso tão bonito e sistemático dessa rede municipal de Itabuna, já com 19 lives, para entender os fundamentos da Teoria Histórico Cultural e os fundamentos da Pedagogia Histórico Crítica (PHC)”. Segundo ela, dentro da perspectiva teórica, pode-se considerar que o estudo é um ato coletivo. “O estudo para nós é um meio de seguirmos atuando juntos, diante desse projeto comum, ou seja, um projeto de educação de ensino”.

Um dos destaques da sua fala, foi sobre a importância da brincadeira de papéis sociais, para o processo de transição da educação infantil para o ensino fundamental, e tomou como exemplo, a substituição de objetos. “As crianças conseguem orientar a sua atuação no mundo, não só diante das coisas físicas que estão ao seu redor, mas, diante das coisas que não estão no seu campo visual, que estão na sua cabeça como uma ideia. E essa ideia consegue orientar a ação dela no mundo”, declarou.

A professora doutora disse que essa transição é marcada por uma mudança do lugar social que a criança ocupa, ou seja, que tem uma mudança na atividade principal da criança, naquela atividade que organiza e estrutura o modo dela se relacionar, ver sentir e atuar no mundo, partindo da atividade de brincadeiras sociais para a atividade de estudo.

Outro destaque feito pela palestrante foi que “o problema da transição da educação infantil para o ensino fundamental aparece, a partir da PHC, quando o percurso de desenvolvimento da criança se dá de uma forma em que a sociedade não consegue de permitir que a criança se aproprie das máximas possibilidades da brincadeira de papeis sociais, e ao mesmo tempo, quando a sociedade não permite que essa criança se aproprie da necessidade de estudo”.

Além disso, Carolina observou como aspecto importante para essa transição, as condições do trabalho docente. “Se temos um projeto no qual, nós professores que atuamos na educação infantil somos desvalorizados, ou se nós professores não recebemos de forma adequada uma remuneração no tempo de estudo e planejamento, faz muita diferença na possibilidade de concretizarmos esse máximo desenvolvimento da brincadeira de papeis sociais e adequada instrução na atividade de estudo”.

Durante a live, a mediadora, professora Elisângela Messias, comentou que as lives formativas da Rede Municipal de Ensino, tem proporcionado momentos extremamente ricos e discussões pertinentes acerca de temáticas diversas que, com certeza, irão ajudar a concretizar um trabalho pedagógico mais sólido.” Tem sido importante o envolvimento de todos os professores da rede, nos grupos de estudos do ambiente virtual”.

A transmissão teve um pico de 350 acessos simultâneos e aconteceu pelo canal da Secretaria de Educação/Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) no You Tube, com tradução para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

#formacaocontinuadaadistancia
#secretariadeeducacao