MAIS DE 400 EXPECTADORES ACOMPANHAM LIVE DA EDUCAÇÃO QUE DEBATEU A ARTE NO CURRÍCULO ESCOLAR

14/07/2020 | Assessoria de Comunicação

Em mais uma transmissão ao vivo pela internet, a Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME) deu seguimento, nesta terça-feira (14), à Formação Continuada à Distância com foco nos professores da Rede Municipal de Ensino de Itabuna. Esta já é a terceira semana de formação, que vem trazendo renomados profissionais do Brasil para debaterem temas importantes relacionados à construção do referencial curricular da rede. Nos trabalhos desta terça-feira, mediados pela assessora de Formação Continuada do Departamento da Educação Básica (DEB/SME), professora Elisângela Messias, o convidado foi o professor doutor Thiago Xavier de Abreu (foto), vinculado à Universidade Estadual Paulista (UNESP), que falou sobre “O Componente Curricular Arte à Luz da Pedagogia Histórico-crítica”.

O professor, logo no início da transmissão, disse que uma cidade que se propõe a ter a Pedagogia Histórico-crítica como principal pressuposto teórico de seu sistema de ensino (no caso de Itabuna, a proposta político-pedagógica “Pelo Direito de Aprender”), está de parabéns não só pela riqueza desse pressuposto, mas pela atitude de fomentar um modelo que por si só já deduz a uma concepção humanista de educação. Abreu classificou como um “ato político” no seu sentido mais amplo e abrangente, essa implementação e elogiou a SME por concentrar os debates em torno da construção do seu novo referencial curricular.

Entre as muitas ponderações que foram feitas, Abreu deu alguns destaques. Falou que para, compreender de maneira mais completa a Pedagogia Histórico-crítica e como a área de Artes se localiza no escopo dessa teoria, “há que proceder uma compreensão ainda maior da Psicologia Histórico-cultural, uma vez que as Artes estão carregadas de subjetividade, paradoxalmente ao fato de que o ser humano é objetivo por natureza”. Disse ainda que a Arte, enquanto área de conhecimento, é uma prática social e, sobre isso, precisa alicerçar-se em tudo quanto possível sobre essa prática, prevendo-se as relações humanas, os desenhos cognitivos de cada indivíduo, etapas de vida, níveis de escolaridade, processos formativos, etc.

Questionado sobre os motivos que levam a educação formal a privilegiar processos formativos em Artes com maior intensificação nos primeiros anos da vida escolar, Abreu foi enfático em discordar dessa premissa, uma vez que “as Artes precisam ser compreendidas muito mais num contexto global e por sua vez também subjetivo, do que nas suas implicitudes mais diretas”. Segundo ele, tudo o que se faz em termos de aquisição de conhecimento, envolve de alguma maneira as Artes, seja um texto, uma premissa, uma orientação específica.

Para a secretária municipal da Educação de Itabuna, “as abordagens do doutor Abreu trouxeram uma composição filosófica completa sobre as Artes e a Pedagogia Histórico-crítica, enriquecendo bastante tudo o que será debatido mais adiante quando da escrita e composição do referencial curricular da Rede Municipal de Ensino”, enfatizou.

Com pico de audiência de 453 expectadores, a SME já contabiliza sete encontros formativos, todos com participação maciça dos professores vinculados à Rede Municipal e até de profissionais e pesquisadores da educação de outras cidades e de outros estados. As transmissões foram divididas em duas etapas: a primeira tratou mais especificamente das emoções do professor em tempos de pandemia e, na segunda, estão sendo discutidos os preceitos do referencial curricular. A partir dos trabalhos que já começam a se organizar no ambiente virtual, especialmente com os grupos de estudos, as formações via internet começam a ter um efeito de maior protagonismo, sobretudo entre os professores da rede.

Nesta quarta-feira (15), também às 15h, a professora doutora Juliana Campregher Pasqualini, também da UNESP, sob a mediação da assessora do DEB/SME, professora Vivian Santos Gomes, irá falar sobre “Educação Infantil: Os Campos de Experiências à Luz da PHC”. Todos os encontros contam com tradução instantânea em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

___

Prefeitura de Itabuna.
Secretaria Municipal da Educação.
14/07/2020.