Sesttran realiza operações diárias de combate ao transporte clandestino

16/04/2020 | Assessoria de Comunicação

Com o objetivo de coibir o transporte clandestino urbano de passageiros, fiscalizar o cumprimento do rodízio de placas (estabelecido pelo órgão no município, para os profissionais taxistas, mototaxistas e motoristas por aplicativos) e evitar a disseminação do novo coronavírus, a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito – Sesttran vem realizando blitzen diárias, que têm atuado de forma itinerante por toda cidade. As ações acontecem de forma integrada entre as diretorias de Transportes e Trânsito e contam também com a participação do efetivo da Guarda Civil Municipal.

Conforme ressalta o titular da Sesttran, Valci Serpa, “outros fatores foram levados em consideração pelo órgão para a intensificação das operações de fiscalização para coibir a clandestinidade no transporte de passageiros, tais como: assegurar a possibilidade de renda aos profissionais regularizados, bem como à população, meios de transporte mais seguros e alternativos aos ônibus coletivos, que deixaram de circular no município por causa da pandemia da COVID – 19, fato que dificulta a mobilidade dos usuários do sistema de transporte, mesmo estando o quantitativo de passageiros bastante reduzido por conta da pandemia”, conclui o secretário.

Na última segunda-feira (13) a ação de fiscalização, realizada na Av. Amélia Amado (Centro), resultou na remoção de dois veículos que estavam executando a atividade de transporte irregular de passageiros e em seis motoristas autuados por documentação irregular (CNH/CRLV), conforme penalidades previstas na Lei Federal Nº 13.588/2019. Na terça (14), na Av. J.S. Pinheiro, uma moto foi removida e o motorista multado em 10 UFMs (equivalentes a R$ 1.026,80), por prática de transporte clandestino. Já na manhã de ontem, em uma ação itinerante, a fiscalização aconteceu na J.S. Pinheiro e Bairro de Fátima, sendo quatro motociclistas multados e as motos removidas ao pátio, devido a prática do transporte clandestino ou documentação irregular

Segundo o assessor da diretoria de Transportes da Sesttran, Pedro Miguel Júnior, “desde o início da pandemia da COVID – 19 e da intensificação da fiscalização dos clandestinos, e àqueles que não estão obedecendo o rodízio de placas estabelecido pelo órgão (através da Portaria Nº 16, de 21 de março/2020), aproximadamente 40 motoristas já foram flagrados em algum tipo de irregularidade e autuados. Continuaremos com as ações diárias com o foco em coibir a clandestinidade no transporte urbano de passageiros”, finaliza Pedro Miguel.