ENCONTRO DE PAIS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA DESTACA AVANÇOS E TRABALHO DOS PROFISSIONAIS

13/12/2019 | Assessoria de Comunicação

A Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME) de Itabuna, realizou, na última terça-feira (10), através do Departamento de Educação Básica (DEB/SME) e de sua Assessoria de Educação Inclusiva a primeira edição do Encontro de Pais de Estudantes da Educação Inclusiva da Rede Municipal de Ensino. O encontro aconteceu tanto pela manhã quanto pela tarde, no Auditório Gervásio Oliveira, da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC – Campus I) de Itabuna e reuniu cerca de 480 pais, mães e responsáveis dos alunos que são atendidos pelo Centro Psicopedagógico da Educação Inclusiva (CEPEI) e pelas salas de recursos multifuncionais.

Atualmente, a Rede Municipal de Ensino de Itabuna conta com uma estrutura composta pelo CEPEI e mais 31 salas de recursos, atendendo aproximadamente 1.600 estudantes entre cegos, surdos, autistas, alguns com paralisia cerebral, déficit intelectual, os que estão classificados como os que possuem altas habilidades (superdotados) e alguns casos que ainda estão sendo examinados. Na linha de frente dessa demanda, estão 84 profissionais entre fonoaudiólogos, educadores físicos, psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, psicomotricistas e intérpretres da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). A rede conta ainda com o apoio de 150 monitores-estagiários.

No encontro desta terça-feira, esse grupo de profissionais e os pais dos estudantes assistiriam às palestras “O Papel da Família na Educação dos Filhos”, ministrada pela psicóloga Ana Lúcia da Hora (CEPEI) e “Saúde e Medicação da Pessoa com Deficiência”, proferida pela farmacêutica Lucila Mendonça (da Secretaria Municipal de Saúde – SMS). O encontro, contudo, inspirou também um espaço de falas, sobretudo dos próprios pais e responsáveis, cujos depoimentos deram conta do reconhecimento dos trabalhos desenvolvidos pelos profissionais, tanto do CEPEI, quanto das salas de recursos multifuncionais, realizados com bastante afinco, compromisso, respeito, responsabilidade e carinho.

Na coordenação do encontro, estiveram as assessoras da Educação Inclusiva, professoras Márcia Peixinho e Sumara Midlej; a diretora do DEB, professora Regiane Cruz; e a programação contou ainda com uma apresentação cultural especial, articulada pela educadora física, professora Rosane Cardoso (CEPEI).

Segundo a secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves, “a realização desse Encontro de Pais suscita um espaço importantíssimo de discussão sobre a realidade da Educação Inclusiva na Rede Municipal de Ensino, sobretudo no âmbito daqueles que são os maiores interessados no assunto (os pais e as famílias), lembrando que a proposta político pedagógica da rede, denominada ‘Pelo Direito de Aprender’ não perde de vista, no contexto da Educação Inclusiva, que qualidade de ensino, escolas bem estruturadas, resgate da credibilidade de ensino, está a um passo à frente, já que os próprios pais reconhecem a qualidade dos serviços oferecidos para os seus filhos e desejam que estes continuem sendo atendidos pelos profissionais da área, lotados na SME. Isso ratifica o que nós chamamos de compromisso em rede, quando gestores, famílias, professores, funcionários e estudantes enxergam todos o mesmo horizonte, que é justamente o caminho do ensinar e do aprender, respeitando as identidades individuais de cada aluno, suas limitações e potencialidades”, disse a secretária.

Nesta sexta-feira (12), o projeto de Encontro de Pais da Educação ganhou um capítulo especial, com a confraternização de final de ano realizada na sede social do Itabuna Esporte Clube, quando todos os envolvidos na Educação Inclusiva, juntamente com o apoio das assessorias de Esportes e Lazer (professores Manassés de Oliveira e Damasceno dos Santos) e Arte & Educação (professores Sílvia Smith e Lucas Oliveira) prepararam momentos de descontração, recreação, lazer, interação, envolvendo atividades físicas, teatro, música e dança.