Policlínica Regional já realizou mais de 20 mil atendimentos

09/12/2019 | Assessoria de Comunicação

Desde a sua inauguração, em setembro deste ano, a policlínica já realizou cerca de 20 mil atendimentos com maior demanda para exames de ressonância magnética, ecocardiograma, ultrassom, dentre outros de media complexidade. A diretora geral da unidade em Itabuna, Elizia Meire Ribeiro Couto, informou que os consultórios de angiologia, otorrinolaringologia, gastroenterologia e oftalmologia também tem uma grande demanda. Biopsia, procedimentos de vasectomia, cauterização, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético também estão incluídos na lista de exames.

“Pacientes que aguardavam mais de dois anos para fazer um exame, hoje tem dia e hora marcada e aquele paciente de outros municípios ainda tem transporte gratuito para trazê-lo e leva-lo de volta para sua residência, após o atendimento”, explicou a diretora. Ela disse que a policlinica disponibiliza o numero de consultas de acordo com o perfil de cada município, e é feito pela Secretaria de Saúde de cada cidade consorciada. Todo o processo é visualizado tanto pelo município quanto pela policlincia por meio do Sistema Integrado de Gestão em Saúde – Sigs, “e graças a isso o atendimento é rápido, sem burocracia e sem demora”.

Elizia Meire informou ainda que, caso um paciente atendido por um neurologista, por exemplo e necessitar de um otorrino, cardiologista ou outro tipo de serviço naquele momento, o médico já o encaminha para a outra especialidade, sem autorização da regulação. “É assim que o SUS deve ser, é assim o SUS que queremos, sem burocracia, a não ser a estritamente necessária, sem longas filas e sem demora e com um serviço de alta qualidade e que atenda bem ao cidadão em suas necessidades”.
A unidade em Itabuna conta com uma equipe de 22 médicos distribuídos em 20 consultórios, 16 especialidades e 68 funcionários. A Policlínica Regional funciona por meio de consórcio, sendo que 60% são mantidos pelos municípios da região e 40% do estado.