Fabiana Virgens vence 18º Concurso Beleza Negra

21/11/2019 | Assessoria de Comunicação

Concorrendo com 11 candidatas, a estudante Fabiana das Virgens, foi a vencedora do 18º Concurso Beleza Negra, realizado na Usemi, promovido pelo ambientalista e produtor Walmir do Carmo, como parte da Semana da Consciência Negra, em Itabuna. O segundo lugar ficou com Geovana Oliveira Santos e o terceiro, com Mariana Brito dos Santos, que receberam da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), um prêmio de R$ 2 mil, sendo R$ 1 mil para a vencedora, R$ 600 para a segunda colocada e R$ 400 para a terceira, além de brindes de diversas empresas regionais.

As três vencedoras do concurso também deverão participar da Lavagem do Beco do Fuxico, na abertura do Carnaval Antecipado em 2020, como informou o presidente da FICC, Daniel Leão, ao destacar a importância do resgate das tradições culturais da comunidade, uma prioridade para o governo municipal e que integra o programa de gestão do prefeito Fernando Gomes.

Leão enfatizou ainda, que O Dia Nacional da Consciência Negra, festejado ontem (20), é celebrado no Brasil, com feriado em mais de mil cidades e em diversos estados da federação, como uma data dedicada a uma reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira “e no nosso caso, de Itabuna, em particular, que teve uma participação efetiva dos negros na construção da sua história e no seu desenvolvimento econômico e social”, salientou o presidente da FICC.

O concurso foi aberto com um show de Adilson Nascimento e marcou os
32 anos de atividades do projeto que resultou no Concurso Beleza Negra, que ganhou uma dimensão regional, com direito a disputas de torcidas das candidatas.
O evento também incluiu apresentações de poesia, música e dança, além de uma série de homenagens ao artista plástico Renart Marques, ao produtor cultural Egnaldo França do grupo Encantarte, ao professor, escritor e babalorixá Rui Póvoas, ao pai Gildo, Ari Rodrigues, pai Bernardino de Omolu, além do empresário Otoniel Azevedo, entre outras personalidades.

No desfile, as candidatas se exibiram inicialmente vestida de branco e depois com roupas africanas estilizadas, bem como realizando apresentações coreográficas.

Concorrendo com 11 candidatas, a estudante Fabiana das Virgens, foi a vencedora do 18º Concurso Beleza Negra, realizado na Usemi, promovido pelo ambientalista e produtor Walmir do Carmo, como parte da Semana da Consciência Negra, em Itabuna. O segundo lugar ficou com Geovana Oliveira Santos e o terceiro, com Mariana Brito dos Santos, que receberam da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), um prêmio de R$ 2 mil, sendo R$ 1 mil para a vencedora, R$ 600 para a segunda colocada e R$ 400 para a terceira, além de brindes de diversas empresas regionais.

As três vencedoras do concurso também deverão participar da Lavagem do Beco do Fuxico, na abertura do Carnaval Antecipado em 2020, como informou o presidente da FICC, Daniel Leão, ao destacar a importância do resgate das tradições culturais da comunidade, uma prioridade para o governo municipal e que integra o programa de gestão do prefeito Fernando Gomes.

Leão enfatizou ainda, que O Dia Nacional da Consciência Negra, festejado ontem (20), é celebrado no Brasil, com feriado em mais de mil cidades e em diversos estados da federação, como uma data dedicada a uma reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira “e no nosso caso, de Itabuna, em particular, que teve uma participação efetiva dos negros na construção da sua história e no seu desenvolvimento econômico e social”, salientou o presidente da FICC.

O concurso foi aberto com um show de Adilson Nascimento e marcou os
32 anos de atividades do projeto que resultou no Concurso Beleza Negra, que ganhou uma dimensão regional, com direito a disputas de torcidas das candidatas.
O evento também incluiu apresentações de poesia, música e dança, além de uma série de homenagens ao artista plástico Renart Marques, ao produtor cultural Egnaldo França do grupo Encantarte, ao professor, escritor e babalorixá Rui Póvoas, ao pai Gildo, Ari Rodrigues, pai Bernardino de Omolu, além do empresário Otoniel Azevedo, entre outras personalidades.

No desfile, as candidatas se exibiram inicialmente vestida de branco e depois com roupas africanas estilizadas, bem como realizando apresentações coreográficas.

Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC)
Assessoria de Comunicação Social