SME PARTICIPA DA ABERTURA DO SEMINÁRIO TERRITORIAL “SABERES E FAZERES”

12/11/2019 | Assessoria de Comunicação

A titular da Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME), professora Nilmecy Santos Gonçalves, participou, na manhã desta segunda-feira (11/11), da abertura do Seminário Territorial: Saberes e Fazeres, articulado pelo Governo do Estado, através da Secretaria Estadual da Educação, do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e os Núcleos Territoriais da Educação de Itabuna, Eunápolis e Teixeira de Freitas. O seminário acontece nesta segunda e terça, no auditório Gervásio Oliveira, da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC – Campus I) de Itabuna.

Com abertura cultural de estudantes do Colégio Modelo Luiz Eduardo Magalhães (dança e música e afro), o primeiro momento do seminário contou ainda com a apresentação dos dados do Censo Étnico-Racial, feita pelo estudante Felipe Menezes, que pontuou que a quantidade de estudantes que declararam que “se aceitam, possuem autoestima elevada e se consideram esteticamente bonitos, à luz das identidades étnicas com as quais se identificam aumentou significamente”.

Formando a mesa, estiveram convidados a professora Diana Melo Sampaio (representando a diretora-presidente do Instituto Anísio Teixeira – IAT, dona Cybele Amado); a diretora do Núcleo Territorial de Educação de Itabuna (NTE-5), professora Josefina Castro; do de Eunápolis (NTE-27), professora Ozanir Aldereti Fernandes Dela; as formadoras do IAT Rute Moura e Gleiciane Oliveira Rocha; a professora Nilmecy Gonçalves, representando os secretários municipais da Educação do Território de Identidade Litoral Sul; o presidente da Delegacia Sindical da Associação dos Professores Licenciados do Brasil – APLB/BA, professor Virgílio Alberto Soares Pinto e a representante dos estudantes da Rede Estadual de Ensino, Tâmara Paula França, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

Como anfitriã, a professora Josefina Castro disse que “Itabuna se sente honrada em receber o Seminário Territorial: Saberes e Fazeres, numa consonância ímpar do reconhecimento das realidades culturais e pedagógicas do território, no plano das escolas que pertencem ao estado no Sul da Bahia”, frisou.

A diretora de formação do IAT, Diana Melo Sampaio, ratificou o papel do Instituto Anísio Teixeira na implementação de políticas de melhorias da qualidade de ensino e procedeu a leitura de mensagem especialmente enviada pela diretora-presidente, Cybele Amado, pontuando que todo o apoio técnico necessário para que novas diretrizes de ensino no sentido de melhorar aquilo que é oferecido pelo estado será emanado, não só pelo IAT, mas por todas as instâncias estaduais capazes de contribuir com a evolução das escolas baianas, destacando as peculiaridades do território Litoral Sul da Bahia.

O secretário estadual da Educação, professor Jerônimo Machado, se pronunciou através de um vídeo gravado, falando da importância da realização dos seminários territoriais e dos resultados desses encontros a nível de planejamento da educação na Bahia para os próximos anos. Para ele, “o trabalho feito de maneira cooperada, envolvendo os vários sujeitos e levando em consideração as reflexões advindas de quem vivencia cotidianamente o fazer escolar, será a chave de abertura para que os territórios e o estado consigam evoluir em qualidade de ensino, indicadores e fomento à pesquisa”.

A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, também apontou o aspecto da reflexão como principal elemento catalisador de melhorias do aprender e do ensinar. “Os saberes e fazeres dos professores se constituem a partir da reflexão na e sobre a prática. São indissociáveis, produzidos na ação e reinventados a partir de uma determinada prática social da educação”, disse.