CAMPANHA ECO LACRE CEBRAC É ENCERRADA NESTA QUARTA (30)

01/11/2019 | Assessoria de Comunicação

Foi encerrada nesta quarta-feira (30), na Escola Municipal Lourival Oliveira Soares (EMLOS), em Ferradas, a campanha Eco Lacre CEBRAC, realizada pelo Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC – Polo Itabuna), com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME), Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDL), 15º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Itabuna e empresários. A ação envolveu nove unidades escolares da Rede Municipal de Ensino em Itabuna e conseguiu arrecadar cerca de 160 quilos de lacres de latinhas de alumínio.

O intuito foi o de minimizar o impacto desse material descartado na natureza e incentivar ações de solidariedade. O estudante da EMLOS, Victor de Ferreira, representante dos estudantes no Conselho Escolar, compreendeu o sentido maior da campanha. “Nós nos empenhamos não só com o intuito de vencer, entre as escolas que arrecadaram lacres, mas sobretudo na perspectiva de que estivemos envolvidos numa ação social”, disse.

Vigente entre os meses de junho e julho deste ano, participaram as escolas Flávio Simões, Lourival Oliveira Soares, Instituto Municipal de Educação Aziz Maron (IMEAM), Centro de Atenção Integral à Criança Jorge Amado (CAIC), Frederico Smith, Margarida Pereira, Brasília Baraúna, Heribaldo Dantas, Luis Viana, João Mangabinha e Eduardo Fonseca. Com o apoio da Polícia Militar, o Colégio da Polícia Militar Antônio Carlos Magalhães (CPM de Itabuna), da rede estadual, também participou, mas não como concorrente aos prêmios da campanha. O fez visando o gesto de solidariedade propriamente dito, e esteve destacado como a segunda escola que mais arrecadou lacres.

CAIC Jorge Amado leva prêmio de “Melhor Frase”

Além da participação das escolas municipais na arrecadação de lacres, a campanha incentivou também o pensamento positivo sobre o tema “Proteção do Meio Ambiente” com o concurso de “melhor resposta” para a pergunta “Por que pensar no futuro é agir agora?”. No regulamento, a vencedora ganharia um tablet como prêmio. E quem o conquistou foi a estudante Raíza de Jesus, de 14 anos, do CAIC, que escreveu que “Se não agirmos agora, não haverá o amanhã!”, ratificando que ações de proteção ambiental precisam ser articuladas com mais urgência, pois a falta de proteção da natureza coloca em risco as gerações futuras.

A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, aponta que esse tipo de parceria ajuda a fortalecer a qualidade de ensino das escolas municipais de Itabuna, seja no aspecto da empatia entre alunos, no da solidariedade ou no da conscientização, já que as ações do Eco Lacre permitiram que os próprios estudantes refletissem sobre ajudar o próximo, cuidar das pessoas e cuidar da natureza.

Entre os 160 quilos de lacres arrecadados, a EMLOS foi a que mais recolheu, tendo acumulado quase 40 quilos. Por essa razão, a escola recebeu de presente do CEBRAC um notebook e também duas cadeiras de rodas que serão doadas para pessoas da comunidade.

O assessor de Comunicação Social da SME, Eric Thadeu Nascimento Souza, representando a secretária, professora Nilmecy Gonçalves, disse que “houve uma compreensão, no início do ano, por parte da Secretaria da Educação, que para melhorar a qualidade de ensino, é necessário compor parcerias. E a parceria com o CEBRAC veio como um presente na medida em que a campanha se desenhou em um caráter transversal, em três dimensões: a da solidariedade, a da estruturação (uma vez que o CEBRAC premiou a Escola Lourival Oliveira com um notebook) e a da conscientização, na medida em que os estudantes foram provocados a pensarem um pouco sobre assuntos da atualidade”. Circunscritos à SME, estiveram presentes também a assessora dos Anos Finais do Ensino Fundamental do Departamento de Educação Básica (DEB/SME), professora Adriana Batista Santos Chachá; a chefe do Setor de Organização Escolar (SOE) do Departamento de Acompanhamento da Gestão (DAG/SME), professora Maria Tânia Pereira da Silva; a diretora do CAIC Jorge Amado, professora Stella Maria Cruz Soares; e a diretora da escola anfitriã, professora Luciane Maria do Nascimento Santos.

Doações de cadeiras de rodas

O diretor do CEBRAC Itabuna, Jônatas Pinho disse que ficou muito feliz com os resultados da campanha e que já pensa numa segunda edição da campanha para o ano de 2020, envolvendo uma quantidade maior de escolas e de alunos. “A gente entende que uma ação desse tipo não é uma ‘competição’, e sim uma ‘cooperação’ já que de fato um grande número de envolvidos se debruçou por atender ao chamado da ação e se empenhou para que houvesse a ajuda ao próximo”, disse, detalhando ainda que, num primeiro momento, objetivo da campanha era o de conseguir doar uma cadeira de rodas, com a venda dos lacres arrecadados. Porém, os resultados foram além com o envolvimento, sobretudo, do empresariado itabunense que ajudou e fez com que a campanha adquirisse 7 cadeiras de rodas. Duas delas já foram doadas, há dois meses, para a Fundação Dr. Baldoíno Lopes de Azevedo, que atente idosos carentes, no bairro de Fátima. Outras duas foram entregues para a Escola Lourival Oliveira.

A aluna Lucimara Ribeiro se emocionou ao saber que a sua mãe, que sofreu um acidente, será uma das contempladas. “Eu agradeço muito porque estou realizando um sonho pessoal e um sonho de minha mãe, graças à escola, à diretora Luciane Maria do Nascimento Santos, aos professores e todo mundo que ajudou”, completou a estudante.

O diretor da CDL de Itabuna, Carlos Leahy, disse que “havia o conhecimento de que as cadeiras de rodas iriam efetivamente para pessoas que precisam. Às vezes, fazer uma doação como essa não significa tanto para a CDL ou para o empresário que faz a doação, mas para a pessoa que irá receber uma cadeira dessa, isso passa a ter um significado muito grande”, finalizando destacando, sobretudo, a competição saudável entre as escolas.