Itabuna cumpre orientação do MS e leva vacina para as escolas

11/10/2019 | Assessoria de Comunicação

“A vacina continua sendo a melhor forma de combater vários tipos de doenças, muitas das quais, se não forem controladas, podem se tornar epidemia, como é o caso de sarampo que já tem 20 casos confirmados na Bahia e mais de 200 em investigação”. A declaração é da coordenadora da Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde, Camila Brito, ao informar que o município vem intensificando a vacinação seletiva em todas as escolas das redes públicas e particulares de Itabuna.

A imunização conta com o apoio das secretarias Municipal e Estadual de Educação (Direc/Itabuna) e começou desde o último dia 7 deste mês. A vacina contra o sarampo é destinada a crianças a partir de seis meses de idade e menos de cinco anos e também para o público de até 49 anos de idade. Camila lembra que a vacina é gratuita e está disponível em todas as unidades de saúde, mas só pode ser ministrada mediante apresentação do cartão de vacina.

A coordenadora da Rede de Frio explicou que a imunização nas unidades de ensino segue uma agenda. Segundo ela, as escolas são comunicadas previamente para que os pais ou responsáveis enviem os cartões de vacina, só assim as doses serão ministradas e a carteirinha atualizada.

Camila Brito, que acompanha as equipes de imunizadores, disse que tem encontrado boa receptividade no processo, “até porque estamos seguindo a orientação do Ministério da Saúde que determina por meio da Lei nº 19.534, de junho do ano passado, a obrigatoriedade da apresentação do cartão de vacina atualizado no ato da matricula, em todos municípios brasileiros”.

A coordenadora destaca que o sarampo é uma doença grave causada por um vírus altamente contagioso. Para se ter uma ideia, segundo ela, uma única pessoa contaminada pelo sarampo pode contaminar outras 15, “o que coloca toda uma cidade em risco de uma grande epidemia”, confirma.

Ela diz, ainda, que 90% das pessoas sem imunidade que compartilham espaços com pessoas contaminadas com o sarampo contraem a doença. “O contágio é rápido e simples; apenas uma gotícula do nariz, da boca ou da garganta da pessoa infectada, quando ela tosse, espirra ou respira já contamina quem estiver por perto”.

__________________________
Diretoria de Comunicação Social
Texto: Rosi Barreto
Fotos: Waldyr Gomes