FANFARRA DO CAIC FEZ SUCESSO NO DESFILE DE 7 DE SETEMBRO

10/09/2019 | Assessoria de Comunicação

O momento cívico mais importante do país, o Dia da Independência do Brasil (7 de setembro, último sábado), sempre denota aspectos importantes das condições individuais de cada cidadão, destacando-se os sentimentos de patriotismo e de reconhecimento da História do Brasil em todas as suas peculiaridades. Em Itabuna, apesar da grande quantidade de chuva, na mesma proporção o público prestigiou a cada momento, repetindo, mesmo em condições atípicas, o sucesso de todos os anos. Segundo a Comissão Organizadora, 35 mil pessoas estiveram na Avenida do Cinquentenário, a maior parte concentrada próximo ao palanque oficial montado na Praça Otávio Mangabeira.

De tudo o que foi apresentado durante o desfile, o público se sentiu especialmente privilegiado pela apresentação da fanfarra Lobos Guerreiros, do Centro de Atenção Integral à Criança Jorge Amado – CAIC que, em 2020, estará completando 10 anos de existência.

O sucesso que a fanfarra faz hoje e os resultados positivos alcançados dão a exata dimensão de sua história, das dificuldades enfrentadas e do altruísmo dos organizadores em torná-la, hoje, um dos melhores projetos de musicalização numa rede municipal de ensino, se transformando, inclusive, em referência para o Estado da Bahia.

História da Lobos Guerreiros

Tendo tido suas atividades iniciadas em 2010, a Fanfarra Lobos Guerreiros teve o então diretor do CAIC, o professor Carlos Marques como idealizador. O CAIC era a primeira escola da Rede Municipal de Ensino a conseguir a acessar os recursos do Programa Mais Educação do Governo Federal, tendo tido o regente Diego Souza (in memorian) e a coordenadora do Mais Educação no CAIC à época, professora Maria de Fátima Elias da Cruz, como os primeiros organizadores do projeto. Adquiriram-se os primeiros instrumentos e a fanfarra foi iniciada com a participação de 50 estudantes. Em 2012, a regência da Lobos Guerreiros passou a ser conduzida pelo maestro Danilo Riberiro que, entre idas e vindas, acabou aceitando o convite definitivo da atual diretora Stella Soares e vem se dedicando praticamente de maneira exclusiva e voluntária à fanfarra desde o ano passado. O projeto, naturalmente, acabou por se transformar num dos principais cartões de visita da escola e, hoje, conta com a participação de 100 alunos.

No repertório, músicas que vão desde os sucessos da música clássica até grandes hits da Música Popular Brasileira (MPB). Sua organização, apresentação, conjunto coreográfico, fardamento e apresentação artística alçaram-na à condição de campeã em várias categorias às quais esteve inscrita no concurso de 2018 da Liga Baiana de Bandas, Sinfonias e Fanfarras (LIBASFAN), com sede em Salvador. A etapa final do concurso aconteceu em Itabuna e, entre os troféus conquistados, esteve o de melhor regência.

Essa qualidade profissional esteve destacada no Desfile de 7 Setembro neste ano e foi bastante elogiada especialmente pela secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves, que não tem medido esforço para contribuir para o seu crescimento e aperfeiçoamento. Um reflexo disso e a rigor dos resultados que já foram conquistados e que ainda se espera alcançar, Gonçalves conseguiu articular com o prefeito Fernando Gomes a aquisição de novos instrumentos que foram entregues, na semana passada, à Lobos Guerreiros a ao IMEAM.

Neste ano de 2019, o tema geral do desfile foi “Brasil: Pelo Direito de Reinventar o Mundo Através da Leitura” e o tema da Rede Municipal de Ensino foi “Minha Vida Brasileira é Um Livro Aberto”. Por uma visão especialmente privilegiada de gestora, a diretora do CAIC, professora Stella Soares, determinou juntamente com sua equipe de trabalho que desfile da escola homenagearia especialmente o primeiro regente da Lobos Guerreiros, o maestro Diego Souza, e a sua mãe, a senhora Idalina Souza, responsável pela doação do novo fardamento utilizado no desfile deste ano. “Vem dela, desse esforço incomum em fazer uma gestão diferenciada, a inspiração para que a fanfarra Lobos Guerreiros e os projetos da escola estejam sempre dentro de um diferencial positivo de Educação pública, gratuita e de qualidade. Por ela, o CAIC está retomando o seu patamar de destaque entre as unidades escolares da Rede Municipal de Ensino”, destacou Nilmecy Gonçalves.