Reunião discute detalhes para retorno do PAA em Itabuna

11/04/2019 | Assessoria de Comunicação

A Prefeitura Municipal de Itabuna segue empenhada em reimplantar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no município. Na manhã desta quinta-feira (11), a equipe técnica do Departamento de Agricultura da Secretaria Municipal de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente se reuniu com representantes do Conselho Rural de Desenvolvimento Sustentável e presidentes das associações de pequenos produtores para discutir detalhes finais à implantação do PAA.
De acordo com o Diretor de Agricultura do Município, Erlon Botelho, a reunião foi um importante passo para alinhar as informações técnicas junto aos produtores que estarão hábeis a participar do programa. No momento, o município de Itabuna conta com 281 famílias cadastradas no Programa e que estão aptas com toda documentação regular.

Erlon informou que a prefeitura já iniciou o trabalho de campo com visitas aos agricultores familiares da Roça Povo e que as ações foram intensificadas a partir da vinda do técnico agrícola Roberto Pacheco. “Agora estamos nesse diálogo com os produtores, pois é preciso que eles estejam em acordo com a legislação, por isso a importância das associações legalizadas, cumprindo os requisitos técnicos legais para o funcionamento do programa”, disse.

Participando da reunião, o vereador Aldenes Meira parabenizou o município pelo empenho na retomada do programa que, para ele, é importante meio de desenvolvimento socioeconômico. Aldenes observou que o PAA sofreu cortes em seu orçamento a nível federal, o que dificultou a sua manutenção em diversos municípios. “O PAA é um programa que veio crescendo, mas sofreu cortes em seu orçamento a nível federal. Ao contrário do Programa Nacional de Alimentação Escola (PNAE), por exemplo, o PAA não é lei e isso dificulta a sua manutenção. Itabuna está se esforçando para colocar o programa em prática e com a união e comprometimento de todos será possível”, afirmou.

O PAA é um programa do governo federal que tem como finalidade disponibilizar assistência técnica a pequenos agricultores de modo a incentivar a produção e ao mesmo tempo comprar os alimentos produzidos e ainda fazer a doação a entidades sócio assistenciais que atendem pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. Além de fortalecer a agricultura familiar, o programa incentiva a produção e beneficia entidades filantrópicas, hospitais, creches e famílias carentes que necessitam de ajuda.
________________________________________
Texto: Wilson Junior
Fotos: Waldir Gomes