Emasa e instituições realizam mais uma ação ambiental

02/04/2019 | Assessoria de Comunicação

Dando sequência ao programa de recuperação das Matas Ciliares das nascentes dos rios e córregos afluentes do Rio Cachoeira, a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) realizou mais uma ação ambiental com o apoio do Tiro de Guerra 007-Itabuna e em parceria com as Universidades – UFSB, Unime, FTC e Uesc. A ação ocorreu na área do Condomínio Jubiabá, que fica às margens da BR-415, em Ferradas, por onde passa o Rio Jacaré, afluente do Rio Cachoeira.

Na oportunidade, foi realizado um mutirão da limpeza com 30 homens do Tiro de Guerra, alunos e professores das universidades participantes, e membros da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Itabuna. Também foram plantadas mudas de árvores que, ajudam na despoluição do ar, atraem aves e animais, evitam a erosão do rio e o assoreamento. O presidente da Associação dos Moradores do Condomínio Jubiabá, Marivaldo Pires, disse estar muito feliz por ver a Emasa e parceiros trabalhando para a recuperação e preservação do meio ambiente.

Vale ressaltar que em 2018 foram realizadas quatro ações deste tipo em locais degradados do município. Já este ano, esta foi à primeira ação deste projeto. Ainda integrando as ações ambientais realizadas pela Emasa, já foram construídos 292 metros linear de cerca com o objetivo de proteger a mata ciliar na margem do rio Jacaré. O engenheiro de Saneamento, Alfredo Melo, e a professora e ambientalista Valerrie Nicollier, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), lembram que o rio Jacaré tem sua nascente no município de Barro Preto e que há 20 anos era límpido sem poluição aparente, porém, as práticas humanas não recomendadas e o esgoto do presídio de Itabuna tornaram o rio Jacaré muito poluído.