Cerpat comemora Dia de Enfrentamento do HTLV com ações preventivas

22/03/2019 | Assessoria de Comunicação

O Centro de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento – Cerpat, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que trabalha durante todo o ano, no enfrentamento do vírus lintrofotrópico de células humanas (HTLV), fará testes rápidos para prevenção e tratamento de portadores de HIV/Aids, ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis ) e Hepatites Virais. A ação integra o Mutirão da Mulher promovido pela Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e acontece neste sábado (23) das 8 da manhã ao meio dia, na área do Centro Médico do Plansul, no Hospital Manoel Novaes.

O evento também marca o Dia Nacional de Enfretamento do HTLV, um agravo provocado pelo vírus lintrofotrópico de células humanas como informou a coordenadora do Cerpat, Fabrícia Moura Costa. Ela disse que a partir desse vírus, podem surgir varias doenças, a exemplo de linfoma cutâneo, paraparesia espástica tropical. “Esse mesmo vírus também contribui para o surgimento de dermatite infecciosa, tireoidite, linfoma cutâneo, escabiose, hanseníase e tuberculose”.

Fabrícia explica que o diagnóstico laboratorial é realizado por meio de sorologias para pesquisas de anticorpos e a infecção é confirmada pela metodologia de Western Western Blot. Segundo ela, no Brasil, existe o vírus HTLV I e II, sendo que o primeiro é predominante em regiões urbanas, enquanto o segundo é encontrado em populações indígenas, no norte do país.

Ainda de acordo com informação da coordenadora, só em Salvador, estima-se que existem entre 40 e 60 mil pessoas infectadas, com maior predominância entre os afrodescendentes. “Mas o vírus tipo I também é encontrado em outras cidades da Bahia, principalmente em Vitória da Conquista e em Barreiras”.

Ela explicou que o HTLV pode ser transmitido por relações sexuais, agulhas ou seringas contaminadas, pelo leite materno e transfusão de sangue. “O aleitamento materno é a principal via de infecção podendo atingir até 30% dos recém nascidos amamentados por mães infectadas”. Fabrícia ressalta a importância da prevenção feita por meio de triagem no pré-natal, complementada com outros exames e a suspensão do aleitamento nos casos positivos. Já a transmissão por meio do sexo atinge em maior número as mulheres, “por isso é fundamental o uso de preservativo masculino e feminino, para garantir o sexo seguro”.

Fabrícia Lembra que a prevenção e o tratamento do vírus HTLV são realizados no Cerpat, localizado na avenida Amélia Amado, 906, no centro de Itabuna. A unidade conta com uma equipe multidisciplinar e o atendimento é gratuito.

__________________________

Texto Rosi Barreto

Fotos: Pedro Augusto