“Paróquia em ação” supera expectativa dos organizadores em Itabuna

27/07/2018 | Assessoria de Comunicação

Um sábado para cuidar da saúde, do bem estar físico e mental, para integração e também para um bom lanche completando assim a boa ação do dia. Foi nesse clima que a turma da terceira idade foi atendida durante o mutirão da saúde, no Centro Pastoral da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no bairro da Conceição dentro do projeto “Paróquia em ação”.

O evento correspondeu à primeira etapa do mutirão organizado pela igreja católica do Conceição e pelo ex vereador e morador do bairro, Glaby Carvalho de Andrade (Glebão) e beneficiou um grande público formado por pessoas acima de 50 anos com a realização de exames de sangue, eletrocardiograma, glicemia e aferição da pressão arterial.

O atendimento foi feito por uma equipe de enfermeiros, fisioterapeuta, técnico de enfermagem, nutricionista, professor de educação e outros voluntários. Padre Adriano Oliveira e o ex vereador Glebão acompanharam de perto o trabalho da equipe, na orientação, na recepção e  no cuidado com o público. Além da assistência médica, os beneficiados também foram inscritos na segunda etapa do projeto que consiste na realização de atividades físicas.

Os inscritos receberão camiseta padronizada para as atividades que acontecerão duas vezes por semana em data a ser divulgada posteriormente.

Se os organizadores e voluntários se sentiram satisfeitos com o resultado, os idosos ficaram ainda mais felizes. Dona Maria José Santos Andrade elogiou a iniciativa e afirmou que além do bom atendimento, “foi perto de minha casa e nem precisamos enfrentar filas”. Para ela, eventos dessa natureza precisam acontecer mais vezes em benefícios de todos.

A proposta do projeto segundo Glebão, é levar assistência medica e lazer aos moradores da área, garantindo com isso uma melhor qualidade de vida para a comunidade que precisa de atenção. Ele já desenvolve outras atividades assistenciais para o publico a partir de 50 anos em outros bairros de Itabuna.

Já o Padre Adriano destaca que a igreja “somos todos nós e cujo papel  não é apenas o de evangelizar, mas também contribuir com projetos importantes como este que deve ser um exemplo a ser seguido especialmente nas comunidades mais carentes para elas possam ter uma vida saudável e feliz”.