Prefeitura inicia campanha contra abuso e exploração sexual de menor em Itabuna

16/05/2018 | Assessoria de Comunicação

Em antecipação às ações que marcam o 18 de maio, Dia D da Campanha Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, os assistentes sociais e técnicos da Secretaria de Assistência Social (SAS) de Itabuna iniciaram, na manhã desta quarta-feira (16), panfletagem nas duas rodovias federais que cortam o município: a BR 415 e a BR 101.

As atividades começaram por volta das 8 horas da manhã na Rodovia Ilhéus/Itabuna (próximo ao Max Atacadão) e a partir das 18 horas a equipe realiza o mesmo trabalho próximo ao Posto Nego Novo, na BR 101. A campanha visa divulgar e conscientizar a população sobre o abuso e a exploração sexual que atinge crianças e adolescentes de todas as partes do país.

A programação continua nesta quinta-feira, pela manhã, ainda na BR 101, no Posto da Polícia Rodoviária Federal e no dia 18 (sexta-feira), com uma caminhada pela Avenida do Cinquentenário até a praça Santo Antônio. A concentração será no Jardim do Ó a partir das 14 horas.

A titular SAS, Sandra Neilma, lembra que o município já realiza diversas atividades ao longo do ano com ações socioeducativas e culturais voltadas ao combate, ao abuso e a exploração sexual de menores. Ela destaca que as ações ocorrem por meio do Departamento de Proteção Social Especial de Média Complexidade, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI).

“Nesta semana que marca a campanha nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de meninos e meninas, intensificamos o trabalho com o objetivo de atingir o público adulto que circula nas estradas federais de nosso município”, explica a secretária, destacando ainda a importância desse tipo de ação que, além de conscientizar a população, também orienta sobre como denunciar esse tipo de ocorrência, através do Disque 100. O serviço de denúncias e proteção contra violações de direitos humanos funciona 24 horas, todos os dias da semana.