PREFEITURA GARANTE: ITABUNA NÃO CORRE RISCO DE SURTO DE FEBRE AMARELA

24/01/2018 | Assessoria de Comunicação

Devido a grande repercussão de notícias veiculadas em nível nacional sobre casos de Febre Amarela em algumas regiões do país, muitas pessoas estão ficando amedrontadas e buscando a vacinação de qualquer modo; e isso tem se repetido também na cidade de Itabuna, que vem apontando um pequeno aumento de clientes do sistema de saúde interessados na aplicação da vacina. A secretária municipal de Saúde, Lísias Miranda São Mateus, afirma, contudo, de modo categórico, “que não é o caso para medo e nem para correria, primeiro porque Itabuna não está entre as cidades eleitas como alvo da campanha proposta pelo Ministério da Saúde; e, segundo, porque, não só na cidade, mas em todo o nosso estado, a situação está controlada”, disse, indicando ainda que o último caso de Febre Amarela registrado na Bahia aconteceu no ano de 2000. De lá para cá, tivemos alguns poucos casos, mas todos importados de outras regiões. “O paciente foi acometido pela doença em outras cidades fora da Bahia, viajaram para alguma cidade do estado e ali apresentaram os sintomas. Isso não significa que está tendo casos de Febre Amarela por aqui”, ratificou a secretária.

A fala de Lísias Miranda está corroborada no esforço que o município de Itabuna tem feito ao longo dos últimos anos e especialmente em 2017 para que o mapa e o calendário de vacinação estivessem especialmente voltados para a proteção da população local. Camila Silva Brito, coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde indica que há mais de 20 anos, a vacina da Febre Amarela está no calendário. Ela informa que, na cidade, só devem tomar a vacina as pessoas que tiverem uma indicação expressa para tal, ou ainda aquelas que não sabem se já foram vacinadas: “Estamos falando aí de um público que envolve crianças com idade a partir de 9 meses, adolescentes e adultos com idade até 59 anos e principalmente pessoas que vão se deslocar para cidade localizadas em regiões endêmicas”, disse a coordenadora, explicando ainda que idosos devem tomar a vacina após serem submetidos a uma consulta médica e terem a recomendação para tal.

Prevenção e Cuidados

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Camila Silva Brito, indica que, assim como outras doenças, a Febre Amarela é passível de prevenção e cuidados. “Para prevenir, o ideal é, antes de mais nada, insistir na eliminação do mosquito transmissor – Aedes aegypti; usar camisas de mangas compridas e calças, para proteção contra picadas de mosquitos; e usar repelentes”, explicou.

Caso alguma pessoa apresente os sintomas (febre de início abrupto, calafrios, dor de cabeça, dor nas costas, dor muscular, cansaço, enjoos e vômitos), o ideal é buscar os centros referenciados para tratamento, no caso, o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (para adultos) e o Hospital Manoel Novaes (para as crianças).

“De todo modo, atestamos que em Itabuna não está faltando vacina, tem em todos os postos e unidades de saúde. O que os nossos clientes não podem esquecer é que, na cidade, a aplicação só acontece às quartas-feiras, principalmente no turno da manhã. A vacina que está sendo aplicada não é fracionada, é a vacina integral, que protege durante a vida inteira. Os interessados devem buscar a unidade de saúde mais próxima de sua residência, levando um documento de identificação e o Cartão de Vacinas, se tiver”, finalizou Camila. Informações mais detalhadas sobre o assunto devem ser buscadas também nas unidades de saúde nos bairros. As informações são da Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde.

por: Eric Thadeu Nascimento Souza (texto e fotos) – 24/01/2018.