Inauguração da Passarela da Ilha do Jegue teve a participação do governador Rui Costa

22/01/2018 | Assessoria de Comunicação

Com um custo de 1 milhão e 275 mil reais, o prefeito Fernando Gomes inaugurou nesta sexta-feira (19), em companhia do governador Rui Costa e do vice-governador João Leão, a passarela da Ilha do Jegue, com 140 metros de extensão e rampa de acesso para pessoas com deficiência e idosos. A inauguração ocorreu em clima de festa durante o Itabuna Folia com a participação do vice-prefeito Fernando Vita, secretários municipais, políticos e lideranças comunitárias.
O prefeito e os convidados percorreram toda a extensão da passarela construída com recursos do Ministério das Cidades repassados pela Caixa Econômica Federal e uma contrapartida do governo municipal. Ele explicou ao governador detalhes do projeto que tem como foco a melhoria da mobilidade urbana para a população itabunense e a referência da Ilha do Jegue, que ganhou este nome em função de um animal que ficou ilhado numa grande enchente do século passado atraindo a atenção de toda a população preocupada com o seu resgate.
A obra foi executada por uma empresa itabunense, a Minas Aço e na instalação dos módulos de metal incluiu o uso de um guindaste com capacidade para 400 toneladas, numa operação que mobilizou oito carretas. Outro detalhe foi o projeto de iluminação através da Divisão de Parques e Jardins da Secretaria de Administração, com a colocação de 60 lâmpadas de led de 50 k, equivalente a 200 watts, ao longo da pista da passarela, complementadas por 10 lâmpadas de led de 100 k (400 watts) nas escadarias e rampas de acesso e mais dois refletores de 1 mil watts nos dois extremos da passarela que se tornou um cartão postal da cidade.
Para o empresário Fernando Santa Fé a passarela é uma obra que valorizou o patrimônio arquitetônico de Itabuna, “que há muitos anos não tinha uma obra deste porte”. Já o presidente da Associação das Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia, Waldir Ribeiro, destaca o trabalho “de um prefeito empreendedor e que investe no apoio ao setor produtivo visando a geração de emprego e renda, como também da realização de obras como esta que contempla a mobilidade urbana, melhorando a qualidade de vida da população”.

____________________________________
Texto: Kleber Torres