Vigilância Sanitária amplia serviços e fiscalização na área de saúde

28/12/2017 | Assessoria de Comunicação

A Vigilância Sanitária trabalha com uma equipe interdisciplinar de 40 profissionais que atuam na fiscalização de mais de cinco mil estabelecimentos entre restaurantes, lanchonetes, mercados, laboratórios, drogarias, óticas, clínicas médicas, odontológicas, psiquiátricas e veterinárias.  Segundo o coordenador da Vigilância Sanitária, Manoel Mattos, a ação inclui ainda a fiscalização do controle de água para consumo humano a cada 15 dias, verificando a produção da Emasa, dos poços artesianos e cisternas.

       Ele observa que a apreensão de produtos vencidos e impróprios para consumo humano, tem caído em função da conscientização dos empresários e também da própria população, que denuncia irregularidades. Neste ano, por exemplo, foram fechados dois restaurantes na Cinquentenário e na Inácio Tosta, por falta de condições operacionais, alguns estabelecimentos que comercializam alimentos foram interditados temporariamente por um prazo de 90 dias, mas voltaram a funcionar a partir da negociação de termos de ajustes de conduta –TAC.

     Em 2018, a Vigilância Sanitária vai ampliar a fiscalização na área de saúde numa cidade com mais de 35 laboratórios, mais de 65 drogarias, além de um grande número de clinicas médicas, odontológicas e veterinárias. A VS só não fiscaliza hospitais, o banco de sangue e as unidades de medicina nuclear, uma atividade de competência do governo do estado.           

 ______________________________________

Texto: Kleber Torres