Lideranças empresariais aprovam indicação de Jorge Vasconcelos

01/12/2017 | Assessoria de Comunicação

Dirigentes da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACEI), da Câmara de Diretores Lojistas (CDL) e do Sindicato do Comércio (Sindicom) elogiaram o trabalho realizado pelo empresário John Nascimento, que deixou a Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente para voltar para a iniciativa privada, cuidando da gestão das empresas da sua família na área de agronegócio, comércio e hotelaria, e apoiaram a indicação do seu substituto Jorge Vasconcelos. A SEMA foi criada a partir da reforma administrativa implementada pelo prefeito Fernando Gomes e une as ações de indústria, comércio, agricultura e meio ambiente.

O presidente da ACEI, Sérgio Velanes, destacou a parceria com o governo iniciada na gestão de John Nascimento no comando da SEMA e a experiência de Jorge Vasconcelos, que deixou o comando da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização dos Serviços Públicos de Itabuna (Arsepi) e já ocupou vários cargos públicos na administração municipal e pode contribuir para o avanço das ações do governo na área de desenvolvimento econômico.

Carlos Leahy, que foi eleito para a presidência da CDL, destacou que tanto John Nascimento, com um excelente trabalho nos 11 meses de governo, como Jorge Vasconcelos são pessoas identificadas com o empresariado e com trânsito livre junto ao comércio e a indústria. Acredita que os dois têm condições de atuar na captação de recursos e competência para abrir as portas da prefeitura de Itabuna para todas as entidades e oferecendo condições para a consolidação da cidade como polo regional de comércio e serviços. Também participou da solenidade o atual presidente do clube, Jorge Braga.

O presidente do Sindicom, Carlos Eduardo Carqueja, parabenizou o prefeito Fernando Gomes pela indicação de Jorge Vasconcelos para a SEMA, um profissional experiente, conhecido e que vai dar continuidade ao trabalho iniciado por John Nascimento, que cuidou da implantação da nova secretaria após a reforma administrativa de 2017.

____________________________________
Texto: Kleber Torres