PREFEITO DE ITABUNA PARTICIPA DE REUNIÃO EM BRASÍLIA PARA DISCUTIR SAÚDE PÚBLICA

22/11/2017 | Assessoria de Comunicação

Atendendo ao convite do presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes Oliveira, e a secretária municipal de Saúde, Lísias Miranda São Mateus, participaram, nesta terça-feira (21) da Reunião Ampliada de Saúde, convocada para debater alguns problemas e questões técnicas que afetam os repasses de recursos da área para os municípios. Ziulkoski indica que “a situação técnica, financeira e estrutural da saúde no país é agravante e, nesta reunião, houve a possibilidade de termos um diálogo aberto e franco entre prefeitos, secretários e dirigentes do Ministério da Saúde e o Tribunal de Contas da União”, apontou. O prefeito Fernando Gomes aponta que um dos principais pontos de discussão da Reunião Ampliada, a questão das Unidades de Pronto Atendimento – UPA’s, atinge diretamente a cidade de Itabuna.

Para ele, “é importante discutir essa questão dos financiamentos e dos programas, bem como o valor das verbas direcionadas aos municípios que é insuficiente para manter em funcionamento programas como o Saúde da Família, custeio das UPA’s, etc.”. Para a secretária municipal de Saúde, Lísias Miranda São Mateus, “essa reunião já pontuou possibilidades de melhorias no quadro, pois o presidente do Tribunal de Contas da União, o ministro Raimundo Carreiro, ficou de fazer uma análise técnica e pontuou que até a segunda quinzena de dezembro apresentará sugestões de solução para as UPA’s que estão fechadas”.

A secretária informa ainda que “atualmente, no Brasil, temos 176 UPA’s inacabadas (algumas acabadas e sem abrir) porque não se tem o dinheiro para o custeio. O valor combinado seria de que os municípios garantiriam 30% do valor de custeio e, em muitos lugares, esse valor chega a 80%, num valor praticamente impossível de manter, sem as verbas devidamente alocadas”. Entre as determinações da Reunião Ampliada, estabeleceu-se a Mobilização Nacional pelo Auxílio Financeiro aos Municípios, que acontecerá no próximo dia 22 de novembro, com o intuito de buscar resoluções de grande impacto para as gestões municipais.

Texto: Eric Thadeu Souza