Escola Municipal de Dança encerra 2017 com o espetáculo “De janeiro a janeiro”

22/11/2017 | Assessoria de Comunicação

“De janeiro a janeiro” é o tema do festival que a Escola Municipal de Dança de Itabuna escolheu para encerrar as atividades deste ano. O evento dirigido pela professora Railda Prudente, acontecerá entre os dias 9 e 10 de dezembro, a partir das 17 horas, no Colégio da Ação Fraternal de Itabuna (AFI) e contará com a participação do Grupo Minos, do Lar Fabiano de Cristo.

A diretora diz que o festival tem a missão de apresentar de forma poética e harmoniosa, com ritmos e danças os conhecimentos adquiridos e compartilhados como resultado da ação didática no campo da arte e educação este ano na escola de dança. “Com isso estamos promovendo cidadania, arte e cultura para os alunos do ensino público, além de desenvolver autoestima, coragem, compromisso e responsabilidade”.

Diz ainda que quando os alunos mostram no festival o que aprenderam, aprimoram a percepção espacial, o ritmo, a musicalidade, o equilíbrio, a coordenação e memorização. ”Isso faz com que eles entendam o tempo como fluxo contínuo entre as estações e festividades ocorridas anualmente no calendário brasileiro”.

Sobre o tema do espetáculo escolhido, Railda Purdente explica que “De janeiro a janeiro” representa o tempo que não para, num dançar entre as vidas através dos momentos de esperança, alegria, conhecimento, solidariedade em ritmo de festa e comemorações, unindo corações em batidas diversas de sons, ritmos e cores.

“Nos rememora para tempos vividos de cotidianos que entrelaçam histórias e manifestações da cultura de um povo híbrido, como também nos leva por dinâmicas estações que compõem e mudam durante o ano as sensações corporais, caracterizando assim as festividades para cada mês do ano”, justificou.

A Escola Municipal de Dança de Itabuna, na visão da diretora, é o reflexo das aspirações de uma escola plural e local com aulas de ballet, jazz, dança do ventre, improvisação, dinâmica de integração social e processo criativo, visando o desenvolvimento artístico e cultural dos alunos da rede pública de ensino. Explica ainda que o movimento na dança é criado para expressar uma ideia, que pode ser representada por meio de imagens significativas ou abstratas, sendo elaborada de forma criativa, questionadora, reflexiva, numa forma apaixonante, “que utiliza a imaginação, sem perder o processo de comunicação com a sociedade, provocando a incorporação de novos valores”.

_______________________________
Texto: Rosi Barreto
Fotos: Waldir Gomes