Município realiza treinamento com monitores da educação inclusiva

18/11/2017 | Assessoria de Comunicação

Para tornar cada vez mais eficaz as ações que visam atender adequadamente os alunos com deficiência, a Secretaria de Educação de Itabuna tem buscado estimular os professores a trabalharem em busca de qualificação. Com importante colaboração junto à educação inclusiva, monitores que auxiliam os professores em sala de aula estiveram na Faculdade de Tecnologia de Ciências, na manhã desta sexta-feira (17), para participar do curso de formação para monitores, promovido pela Assessoria de Educação Inclusiva.

Compromissada em se adequar as necessidades da educação inclusiva, a Secretaria de Educação já realizou diversas reuniões e atividades de formação com professores acerca do modo de trabalho para com os alunos especiais. A secretária Anorina Smith Lima considera fundamental este processo de qualificação pelo qual os monitores estão passando. Para Anorina, é importante que a gestão da educação oportunize momentos como esse de modo a proporcionar informação e conhecimento para que os monitores prestem um auxílio cada vez mais efetivo aos professores.

O curso disponibilizado para os monitores acontece uma vez por mês sempre com uma temática diferente, que tem o objetivo de contemplar conteúdos necessários à educação inclusiva. Segundo Maísa Aguiar, supervisora dos monitores, já foram realizados cursos sobre deficiência intelectual e transtorno do espectro autista (TEA), que foi dividido em duas etapas. O próximo encontro, marcado para o mês de dezembro, abordará a paralisia cerebral.

A educação inclusiva recebe uma atenção especial da gestão municipal de Itabuna. Atualmente, cerca de 200 monitores auxiliam a equipe pedagógica da rede de ensino e dão suporte aos professores que atendem a demanda de alunos com deficiência que estudam em escolas municipais. A cidade possui ainda o Centro Psicopedagógico da Educação Inclusiva (Cepei) que conta com uma equipe multidisciplinar dispondo de pedagogos, psicopedagogo, psicólogos, fonoaudiólogos e profissionais de educação física, além de 28 salas de recursos multifuncionais que funcionam dentro das escolas municipais.

_________________________________
Texto: Wilson Junior
Fotos: Waldyr Gomes