Prefeito recebe nova proposta pedagógica para a educação publica em Itabuna

08/11/2017 | Assessoria de Comunicação

O prefeito Fernando Gomes recebeu da Secretaria de Educação, a nova proposta político-pedagógica intitulada “Pelo Direito de Aprender” que será implantada a partir do próximo ano letivo na rede municipal de ensino em Itabuna. O documento com 366 páginas foi entregue na manhã desta quarta-feira (8), pela titular da secretaria, Anorina Smith Lima e atende ao desejo do prefeito que espera, a partir da aplicação da nova metodologia em sala de aula, dinamizar e melhorar a qualidade do ensino nas escolas do município.

A secretária explicou que ao elaborar a nova proposta, a Secretaria de educação pretende promover junto aos professores e a comunidade escolar, reflexões a respeito da teoria e da prática pedagógica em busca do aperfeiçoamento para uma melhor qualidade do processo do ensino e aprendizagem, o que, na opinião dela, vai garantir aos alunos o direito de aprender.

Anorina Lima condenou o antigo modelo de ensino na rede municipal ao afirmar que “era uma proposta sem identidade, sem currículo definido e sem nenhuma avaliação sistematizada, onde o aluno só perdia o ano se não cumprisse o percentual de 75% da frequência”.

Ela também destacou a formação continuada para professores, considerada fundamental, principalmente para uma intervenção forte em disciplinas como português e matemática junto aos alunos que possuem deficiência na leitura e na escrita. “A nova proposta contempla ações nesse sentido e será um dos ganhos desse novo contexto educacional aplicado na rede, como deseja o prefeito Fernando Gomes”.

A proposta começou a ser elaborada no início deste ano por uma comissão técnico-pedagógica da Secretaria Municipal de Educação e abrange todos os segmentos da educação básica, ou seja, educação infantil (creche e pré-escola); ensino fundamental I, (do 1º. ao 5º. ano) e II, do 6º. ao 9º. ano, além da educação inclusiva/especial, de campo e de jovens e adultos (EJA).

O município conta com cerca de 17 mil alunos matriculados na rede pública de ensino. “Nossa intenção é que esses alunos adquiriam habilidade e competência necessárias para o sucesso de sua aprendizagem, respeitando seu direito de aprender”.

________________________________
Texto: Rosi Barreto
Fotos: Adeildo Marques