Prefeitura, Câmara e representantes da sociedade civil se unem na homenagem aos 80 anos do educador Edmundo Dourado

17/03/2017 | Assessoria de Comunicação

 

A Prefeitura de Itabuna se associou à Câmara Municipal e a diversas entidades da sociedade civil organizada, lideradas pelo Grupo de Ação Comunitária (GAC), nas homenagens aos 80 anos do educador Edmundo Dourado da Silveira, que leciona na região Sul da Bahia há mais de 57 anos e que teve durante a sua trajetória mais de 35 mil alunos, dos quais 114 reprovados. Ele também teve ampla atuação na política, exercendo três mandatos como vereador e chegando a ocupar a presidência do Poder Legislativo, com participação ativa no Lions, Loja Maçônica Areópago Itabunense e no GAC.

O prefeito Fernando Gomes, que participou da solenidade juntamente com diversos secretários municipais, destacou o trabalho de Dourado como educador, na formação de milhares de alunos, e como político sério, inclusive de oposição ao seu governo em dois mandatos, mantendo um padrão de ética e dignidade: “Nós discordávamos em ideias, mas sempre mantivemos uma amizade e um respeito recíprocos”.

Ele também elogiou o educador por ter escolhido Itabuna para viver, justamente numa cidade fundada por sergipanos como ele. Também fez a entrega de uma placa comemorativa lembrando que Edmundo Dourado foi um mestre na arte de educar e de conviver, atuando sempre com uma voz altiva na defesa dos interesses maiores de Itabuna.

Também a Câmara de Vereadores entregou através do seu vice-presidente Ricardo Xavier e de um grupo de representantes do legislativo itabunense uma placa alusiva aos 80 anos do homenageado e uma moção de congratulações. Na solenidade falaram ainda o presidente da CDL, Jorge Braga; a representante do Lions, Jane Bonfim; o governador do Lions na Bahia e ex-presidente da Agral, Ivann Krebs Montenegro; a presidente da Alita, Sônia Maron; o pastor Genilson, da Igreja Teosópolis; o venerável da Loja Maçônica Areópago Itabunense, Ubirajara Nascimento; a professora Célia Fonseca e o empresário Carlos Leahy.

Emocionado e em companhia da mulher, Dona Lúcia; dos quatro filhos, cinco netos e dois bisnetos, ele agradeceu às homenagens, destacando as pessoas responsáveis pelo seu nascimento e sua formação, bem como lembrando o  bispo da diocese de Ilhéus, D. Walfredo Teppe, já falecido e que o despertou para a vida.

Ele se disse feliz e agradecido a todos pelas homenagens e fez uma reflexão sobre a busca de dar sentido e sabor às coisas, bem como sobre a sua atuação na política e na educação, dizendo que se voltasse a viver numa outra vida gostaria de ser educador. Ele também declarou que aos 80 anos, não pensa na morte que pode chegar a qualquer tempo, mas na vida e na sua essência maior.mento e sua formação, bem como lembrando o  bispo da diocese de Ilhéus, D. Walfredo Teppe, já falecido e que o despertou para a vida.

Ele se disse feliz e agradecido a todos pelas homenagens e fez uma reflexão sobre a busca de dar sentido e sabor às coisas, bem como sobre a sua atuação na política e na educação, dizendo que se voltasse a viver numa outra vida gostaria de ser educador. Ele também declarou que aos 80 anos, não pensa na morte que pode chegar a qualquer tempo, mas na vida e na sua essência maior.

_____________________________________

Prefeitura Municipal de Itabuna

Assessoria de Comunicação Social

Texto: Kleber Torres

Foto: Waldir Gomes

17 de março de 2017